BIBLIOGRAFIA CITADA NO SÍTIO

Nota: Como o sítio está em contínua atualização,  também esta bibliografia está. Não corresponde à bibliografia da pesquisa, mas tão somente àquela citada nos artigos deste sítio. Citações de sítios da internet estão, ainda neste momento, indicadas na própria página do artigo.

ARENDT, Hannah. A condição humana. Trad. Roberto Raposo. Rio de Janeiro: Forense, 2004 (1958)

BALZAC, Honoré de. Ilusões Perdidas. Trad. Leila de Aguiar Costa. São Paulo: Estação Liberdade, 2007.

BARTHÉLEMY, Dominique; CONTAMINE, Philippe. Problemas, os arranjos do espaço privado. In DUBY, Georges. História da vida privada. Trad. Maria Lucia Machado, São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

BELLUZZO, Ana Maria de Moraes. O Brasil dos viajantes. Vol. I -III. Rio de Janeiro, Fundação Odebrecht, 1995.

BENEVOLO, Leonardo. História da cidade. São Paulo, Editora Perspectiva, 1983.

BENÉVOLO, Leonardo. As Origens da Urbanística Moderna. São Paulo: Editorial Presença/Martins Fontes, 1981.

BERQUE, Augustin. La trajectivité des formes urbaines. In SALGUEIRO, Heliana Angotti. Paisagem e arte: a invenção da natureza, a evolução do olhar. São paulo: I Colóquio Internacional de História da Arte, 2000, PG. 41-47.

BUENO, Eduardo (org. e notas). Novo Mundo. As cartas que batizaram a América. Tradução das cartas João Angelo Oliva, Janaina Amado Figueiredo, Luís Carlos Figueiredo. São Paulo: Planeta, 2003.

BURCKHARDT, Jacob. A cultura do renascimento na Itália. Um ensaio [1860]. São Paulo, Companhia das Letras, 1991.

CALDEIRA, Teresa P.R. A Política dos Outros – O Cotidiano dos Moradores da Periferia e o que pensam do poder e dos poderosos. São Paulo: Editora Brasiliense, 1984.

CAUQUELIN, Anne – A Invenção da Paisagem. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

CHOAY, F. O Urbanismo: Utopias e Realidades. Uma Antologia. São Paulo, Edit. Perspectiva, 1979 (1965).

CROSBY, Alfred W. Imperialismo ecológico. A expansão biológica da Europa: 900-1900. trad. José Augusto Ribeiro e Carlos Afonso Malferrari. São Paulo, Companhia das Letras, 1993.

DEAN, Warren. A ferro e fogo : a história e a devastação da mata atlântica brasileira. Tradução Cid Knipel Moreira. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

DEBORD, Guy-E. Informe sobre la construcción de situaciones y sobre las condiciones de la organización y la acción de la tendencia situacionista internacional (documento fundacional, Cosio d’Arroscia, 1957). In Internacional Situacionista. Textos íntegros en castellano de la revista internationale Situationniste (1958-1968), vol. 1. Tradução Luis Navarro. Madrid, Literatura Gris, 1999, p 205-220.

DERNTL, Maria Fernanda. A produção do espaço urbano sob as monarquias modernas: os casos iniciais da Place des Voges e de Convent Garden. São Paulo: Dissertação de Mestrado, FAU.USP, 2004.

FAURE, Élie [1873-1937]. A arte antiga [1909]. Trad Álvaro Cabral. São Paulo: Martins Fontes, 1990.

GERBI, Antonello. O novo mundo. História de uma polêmica 1750-1900. São Paulo, Companhia das Letras, 1996.

GLEISER, Marcelo. A dança do universo: dos mitos de Criação ao Big Bang. São Paulo: Companhia das Letras, 1997

GINSBERG, Allen. Uivo para Carl Solomon (1955). In Uivo, Kaddish e outros poemas. Trad. Claudio Willer. Porto Alegre: L&PM, 2006.

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Cuidando do planeta Terra. Uma estratégia para o futuro da vida. São Paulo, 1992, Sumário.

HESÍODO. Os trabalhos e os dias / Hesíodo ; edição, tradução, introdução e notas: Alessandro Rolim de Moura. Curitiba, PR : Segesta, 2012.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Visão do paraíso (1958). São Paulo, Companhia Editora Nacional, Editora da Universidade de São Paulo, 1969.

HOWARD, Ebenezer. Cidades jardins de amanhã. São Paulo, Hucitec, 1996, p. 103-204.

INGOLD, Tim. Estar vivo. Ensaios sobre o movimento, conhecimento e descrição. Trad. Fábio Creder. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015. [2011]

IRWING, Marta Azevedo. Ecoturismo em áreas protegidas: um desafio no contexto brasileiro. In Boletim de Turismo e Administração Hoteleira, São Paulo, Unibero, 2000, vol. 9, n. 2 (outubro).

JANSON, H. W. História da Arte. [1986] Trad. J. A. Ferreira de Almeida e maria Manuela Rocheta Santos, colab Jacinta maria Matos. 5a. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1992

JELLICOE, Geoffrey; JELLICOE, Suzan. The landscape of Man. Shaping the environment from históriaory to present day. London: Thames and Hudson, revised edition 1987 (1975).

HEPBURN, Ronald. A estética contemporânea e o desprezo pela beleza natural. In SERRÃO, Adriana Veríssimo (org). Filosofia da paisagem, uma antologia. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2011.

HESÍODO. Os trabalhos e os dias. Edição, tradução, introdução e notas : Alessandro Rolim de Moura. Curitiba, PR : Segesta, 2012

HOUGH, Michael. Naturaleza y ciudad: planificación urbana y procesos ecológicos. Barcelona: Gustavo Gili, 2004.

KLIASS, Rosa Grena. A evolução dos parques urbanos na cidade de São Paulo. Dissertação de Mestrado, FAU USP, 1989.

KROPOTKIN, P. La conquista del pan. Trad. Léon-Ignacio. EBooksBrasil, 2006.

LAGE, Beatriz H. E MILONE, Paulo. Fundamentos econômicos do turismo. In LAGE, Beatriz H. E MILONE, Paulo C. (org.). Turismo Teoria e Prática. São Paulo, Atlas, 2000.

LATOUR, Bruno. Jamais Fomos Modernos. Tradução Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, 1994.

LATOUR, Bruno. Políticas da Natureza: como fazer ciência na democracia. Tradução Carlos Aurelio Mota de Souza. Bauru: EDUSC, 2004 [1999]

LEFEBVRE, Henry. The Production of Space. Trad. Donald Nicholson-Smith. UK: Blackwell Publishing, 1991.

LEFEBVRE, Henry. O Direito à cidade. Trad. Rubens Eduardo Frias. São Paulo: Centauro, 2001.

LEFEBVRE, Henry. The Production of Space. Trad. Donald Nicholson-Smith. UK: Blackwell Publishing, 1991.

LENOBLE, Robert. História da ideia de natureza. Tradução Teresa Louro Pérez. Lisboa, Edições 70, 1990.

MARX, K. e ENGELS, F. Manifesto Comunista (1848). São Paulo, CHEO, 1980.

MEIRELLES, H.L. Direito Municipal Brasileiro. São Paulo: Ed. Revista dos Tribunais, 4ª ed. 1981.

MONTEIRO, Tobias. O Presidente Campos Salles na Europa. São Paulo, Editora da Universidade de São Paulo, 1983.

MORIN, Edgar. O cinema ou o homem imaginário: ensaio de antropologia sociológica [1956, Prefácio da edição de 1977]. Trad. Luciano Loprete. São Paulo: É Realizações, 2014

MUNFORD, Lewis. A cidade na história. Suas origens, transformações e perspectivas. [1961] Trad. Neil R. da Silva. 2a ed. São Paulo: Martins Fontes, 1982

PANERAI, Philippe; DEPAULE, Jean-Charles; DEMORGON, Marcelle; VEYRENCHE, Michel. Elementos de analisis urbano. Madrid: Instituto de Estudios de Administracion, 1983.

READ, Herbert. As origens da forma na arte (1965). Rio de Janeiro: Zahar, 1981, 2ª ed.

RIBEIRO, Gustavo Lins e BARROS, Flávia Lessa de. A corrida por paisagens autênticas: turismo, meio ambiente e subjetividade no mundo contemporâneo. In
SERRANO, Celia Toledo e BRUHNS, Heloisa (org.). Viagens à natureza. Campinas, Papirus Editora, 1997.

RODRIGUES, Adyr B. Turismo e espaço. São Paulo, Hucitec, 1999.

ROGER, Alain. La naissance du paysage en Ocident. In SALGUEIRO, Heliana Angotti. Paisagem e arte: a invenção da natureza, a evolução do olhar. São pBarthélemy, Contamine, Duy e Braunstein (1990aulo: I Colóquio Internacional de História da Arte, 2000, PG. 33-39.

ROSSET, Clément. A anti-natureza. Elementos para uma filosofia trágica. [1973] Trad. Getulio Puell. Rio de Janeiro: Espaço e Tempo, 1989

SANDEVILLE JR., Euler. Arte e ambiente numa condição contemporânea – o espaço/ação de uma nova sensibilidade. São Paulo: Paisagem Ambiente Ensaios n. 3, 1986:79-107, 2a. ed.

SANDEVILLE JR., Euler. A reta e a curva. São Paulo: Paisagem e Ambiente nº 8, 1996, p 147-173.

SANDEVILLE JR., Euler. As sombras da floresta. Vegetação, paisagem e cultura no Brasil. Orientação Miranda Martinelli Magnoli São Paulo, Tese de Doutoramento, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, 1999.

SANDEVILLE JR., Euler . A nova Pangea e as ilhas: utopia e realidade no Resumo do Seminário I Jornada de Turismo, Meio Ambiente e Patrimônio Cultural. São Paulo: Unibero, Editora Aleph, MJ Livros, 2001.. In: Seminário I Jornada de Turismo, Meio Ambiente e Patrimônio Cultural, 2001, São Paulo, SO. Resumo do Seminário I Jornada de Turismo, Meio Ambiente e Patrimônio Cultural. São Paulo : Editora Aleph, MJ Livros, 2001. p. 41-47.

SANDEVILLE JR., Euler. A paisagem natural tropical e sua apropriação para o turismo. In Eduardo Yázigi. (Org.). Turismo e Paisagem. São Paulo: Contexto, 2002, v. , p. 141-159.

SANDEVILLE JUNIOR, Euler . Paisagens e métodos. Algumas contribuições para elaboração de roteiros de estudo da paisagem intra-urbana. São Paulo: Paisagens em Debate, FAU.USP, v. 2, p. 1, 2004.

SANDEVILLE JUNIOR, Euler. Paisagem. São Paulo: Paisagem e Ambiente n. 20, 2005, pg. 47-59.

SANDEVILLE JUNIOR, Euler. Arte, projeto e paisagem. Potencialidade e ambigüidades. In KAHTOUNI, Saide; MAGNOLI, Miranda Martinelli; TOMINAGA, Yasuko. Dicutindo a Paisagem. São Carlos: RiMa, 2006.

SANDEVILLE JR., Euler; DERNTL, Maria Fernanda. Imagens de uma capital: Paris nas perspectivas vôo-de-pássaro entre os séculos XVI e XVIII. São Carlos: Risco, 2007.

SANDEVILLE JUNIOR, Euler ; Hijioka, Akemi . Flores da cerejeira e da paineira (paisagens). Paisagem e Ambiente, v. 24, p. 201-207, 2007.

SANDEVILLE JUNIOR, Euler. A paisagem do município como território educativo. In PADILHA, Paulo R.; CECCON, Sheila e RAMALHO, Priscila (Orgs.). Município que Educa: fundamentos e propostas. São Paulo, ED,L, Vol. 1, nov., 2010

SANTOS, Milton. A Natureza do Espaço. São Paulo: EDUSP, 2002.

SCHAMA, Simon. Paisagem e memória. São Paulo, Companhia das Letras, 1996.

SCHORSKE,C.E. Viena Fin-de-Siecle. São Paulo: Companhia das Letras, 1988 (1961)

SEGAWA, Hugo. Ao amor do público: jardins no Brasil. São Paulo: Studio Nobel/Fapesp, 1996.

SEVCENKO, Nicolau. Orfeu extático na metrópole. São Paulo, Companhia das Letras, 1992.

SMITHSON, Robert. Um passeio pelos monumentos de Passaic. São Paulo: Espaço & Debates, n. 43-44, 2003, 120-128.

SERRÃO, Adriana Veríssimo (org). Filosofia da paisagem, uma antologia. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2011.

SOLÁ- MORALES I RUBIÓ; Manuel. Las formas de crescimiento urbano. Barcelona: Edicions UPC, Laboratori d’ Urbanisme, 1997.

SICA, Paolo. História del urbanismo. Madrid: Instituto de Estudios de Administración Local, 1981 [1977].

SPIRN, Anne W. O jardim de granito. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1995.

THOUREAU, Henry David. Caminhando. Trad. Roberto Muggiati. Rio de Janeiro: José Olympio, 2006.

THOMAS, Keith. O homem e o mundo natural. Mudanças de atitudes em relação às plantas e aos animais (1500-1800) [1983]. Trad. João Roberto Martins Fo. São Paulo: Companhia das Letras, 1988.

UNWIN, R. La practica del urbanismo. Uma Introduccion al arte de proyectar ciudades y barrios. Barcelona, Gustavo Gili, 1984, 1ª ed. Londres 1909.

VILLAÇA, Flavio. Espaço intra-urbano no Brasil. (1988). São Paulo, Nobel: Fapesp: Lincoln Institute, 2001, 2ª ed.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. O nativo relativo. Rio de Janeiro: Mana, v. 8, n. 1, 2002. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93132002000100005 Acesso em 26 Jan. 201

VOGEL, Arno; SANTOS, Carlos Nelson F. dos (coord). Quando a rua vira casa. Apropriação de espaços de uso coletivo em um centro de bairro. Rio de Janeiro: IBAM, 1985, 3a ed. [pesq. 1979]

 


 

 

 

 

 

 

o wordpress eventualmente coloca anúncios por sua própria decisão e para sua própria manutenção.

em nenhuma hipótese qualquer anúncio nesta página tem a ver comigo ou com este projeto.

 

 

Anúncios